O Templo de Beit El-Wali



O Templo de Beit el wali é um dos templos do rei Ramesses II dedicado à adoração do deus principal Amun e do deus Khnum.


O Templo de Beit El-Wali 

 O Rei Ramesses tem a sua própria estratégia para controlar toda a terra e protegê-la das lutas dos inimigos, por isso construiu muitos templos em terra núbia como o templo de Beit El-Wali o mais famoso deste templo é Abu Simble 

Templos do rei Ramesses II

Beit El-Wali É um belo templo no Egipto mas menos visitado dos templos do Antigo Egipto.

Está localizado cerca de 55 quilómetros a sul de Assuão, nas terras de Núbia.

Foi construído pelo rei Ramesses II O templo era dedicado à adoração do deus Amun e do deus Khnum.

Foi relocalizado após a construção da Barragem do Alto de Assuão, nos anos 60.

O fascinante Templo de Abu Simbel e o Templo de Philae também foi deslocado juntamente com o Templo de Beit El Wali para outro lugar que é mais alto do que a sua localização original, a fim de evitar danos causados pela água do Nilo.  

O templo tinha sido entalhado na rocha, o Templo de Beit El Wali foi construído por Ramsés II em Núbia como prova do seu forte controlo sobre a área. Ainda assim, esculturas e decorações do templo ainda são preservadas, foi cortado dentro das rochas de areia das montanhas de Núbia.

A estrutura do Templo de Beit El Wali foi modificada no início do período cristão, o templo foi nomeado "Beit El Wali" ou "o Templo do piedoso líder", pois serviu como casa para líderes cristãos durante um longo período de tempo quando os coptas do Egipto escaparam dos romanos e fugiram para o sul do Egipto.

O Templo de Beit El Wali está incluído na maioria dos itinerários dos cruzeiros do Nilo que navegam de Assuão ao Lago Nasser ou vice-versa, pois está localizado perto do Templo de Kalabsha e do quiosque de Qertassi.