Rei Intef I



Intef I, este faraó é considerado o primeiro príncipe dos seis príncipes dos quais a décima primeira família é formada. No primeiro período de transição. Foram eles que governaram metade do país quase 143 anos antes do advento da Décima Segunda Dinastia.


Rei Intef I

Este rei reinou em terras egípcias no início da décima primeira dinastia e era também conhecido como Intef I, Sehertauy Intef, ou Antef I, alguns historiadores consideram-no o fundador desta dinastia, outros como o segundo faraó.

Provavelmente ele governou em co-regência com o seu pai Mentuhotep I. O Egipto era um país dividido e este faraó tentou governar numa única terra sob o seu controlo.

Contratou o apoio das regiões do sul, governando o Alto Egipto com a capital Tebas (Luxor hoje em dia).

O rei Intef I enfrentou o rei Neferkara em várias ocasiões, nesse período da história a terra do Egipto foi afectada por grandes períodos de fome, numa das guerras, Intef foi vitorioso, mas morre pouco tempo depois. Conquistou várias cidades a norte de Tebas, tais como el-Kaab e Dendera.

Alguns reis conseguiram, por exemplo, Tutmés III na Câmara dos Ancestrais, na 18ª dinastia. Acredita-se que morreu jovem e foi enterrado na margem ocidental do Nilo, em Luxor. Um alívio mostra-o juntamente com Intef II e Intef III no Templo de Deus Montu - (deus da guerra) em Tod na margem oriental do Nilo em Luxor - a fazer oferendas.

O Rei Intef I (Sehertawy) estende a sua área para além de Theban (Quarto) Nome ao sul de Tebas até Elefantino, adquirindo três nomes através da conquista. O rei Intef reinou de 4 a 16 anos durante os quais provavelmente conduziu a guerra com o seu vizinho do norte, o coptita nomarca Tjauti. O rei Intef foi enterrado num túmulo seguro em El-Tarif.